Blog
29. abr de 2019
Histórias Help

Família May destaca teleorientação da Help

Tranquilidade e um bom suporte foi o que fez a família May se fidelizar aos serviços de emergência e teleorientação médica da Help. Naturais de Porto Alegre, mas vivendo em Florianópolis desde 2001, Ricardo Diester May e sua esposa Fabiani decidiram fazer um plano Help depois de ouvir a indicação de uma amiga próxima. A segurança de ter um serviço de emergência 24h foi uma das motivações.

Para Fabiani, que sofre com crises de asma, ter a atendimento rápido e ao alcance de um telefonema é uma segurança. “Tive uma crise de asma forte e falamos com a médica, que por telefone foi me orientando sobre o que fazer. Ao chegarem aqui em casa, fui medicada. Sempre consigo que eles resolvam meu problema, principalmente aos fins de semana”, afirma Fabiani.

Além das crises de asma, ela também necessitou ajuda quando apresentou dores no ciático.  “Não conseguia sair de casa e a Médica da Help me orientou por telefone o uso da medicação sintomática e enviou uma receita por motoboy. Depois do atendimento, sempre me ligam para saber como estou”, recorda. Para ela, essa segurança é o principal diferencial. “Não tem nem comparação com outros serviços. Só pelo fato de eu ter a carteirinha da Help eu me sinto mais segura”, afirma Fabiana.

Para Ricardo, além do atendimento de emergência e teleorientação, o SAC e o setor administrativo da Help também ajudam os conveniados a se sentirem mais seguros e confiantes. “O pós-atendimento é muito bom. Toda vez que temos um problema eles me ligam para saber como ela está. A Help tem um atendimento mais que atencioso, é um atendimento carinhoso”, finaliza Ricardo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.